Edifício em Antero Quental

1 / 11

Sobre uma fraga

O projeto transforma uma casa tradicional do Porto, na zona da Lapa, com a particularidade de esta estar próxima de uma fraga rochosa, a qual gera um forte desnível no logradouro traseiro, retirando a necessária luminosidade ao interior do lote.

Nesse sentido, e considerando o estado de degradação do edifício existente, optou-se por manter a fachada principal e transformar totalmente o seu interior, criando três apartamentos amplos, dois em duplex, que captam o máximo de luz proveniente das fachadas. No mesmo sentido, o acesso vertical comum organiza-se por entradas a meios-piso, permitindo um inusitado encaixe entre andares, sem afetar a composição da fachada principal.

A demolição dos anexos e a limpeza do pátio tardoz vieram a revelar o valor paisagístico, não apenas da fraga rochosa, como também dos socalcos superiores, nos quais se instalou um anexo com piscina, para usufruto do apartamento mais elevado. Os apartamentos mais baixos tiram partido da relação com a fraga, entretanto complementada por vegetação. 

A nova fachada de tardoz, assumidamente em betão aparente, foi também desenhada a partir de uma sucessão de varandas, que ora se debruçam sobre a fraga, ora comunicam, em ponte, diretamente com o jardim elevado.  A sua composição procura estabelecer uma relação com as fachadas confinantes, ao nível da linguagem e da volumetria, e os diferentes acabamentos das sacadas, caixilharias e cobertura remetem para elementos encontrados na envolvente. 

Equipa
Pedra Líquida
Cliente
Privado
Ano
2018