Raw Culture Art & Lofts – com aNC arquitectos

1 / 17

Palimpsesto arquitetónico

O projeto engloba um edifício de tipologia palaciana, do século XVII, erguido entre duas ruas da densa malha do Bairro Alto, e no qual se instalou, outrora, a Tipografia “Casa Portuguesa”. Esta função gerou sucessivas transformações arquitetónicas, ao longo dos séculos XIX e XX, algumas eliminadas, outras integradas na obra atual. 

O edifício incorpora doze apartamentos turísticos, com acesso pelas suas duas frentes, complementados por um bar-cafetaria e um espaço para galeria/eventos no piso térreo. 

A nova estrutura central, em perfis metálicos, “perfurou” os diversos pisos existentes, rematando os métodos e elementos construtivos preexistentes: lajes em abobadilha e vigamentos de ferro e madeira. As divisórias, entre apartamentos, também realizadas com elementos modulares metálicos, reportam para o espírito industrial preexistente. 

A escadaria original foi substituída por uma nova escada circular, assumida como elemento intrusivo e autónomo, sendo ainda rematada por uma claraboia que permite a iluminação e a ventilação central. Os últimos pisos são recuados e coroados por um apartamento que remata o conjunto, não visível a partir dos arruamentos.

A composição das fachadas existentes, em alvenaria de calcário, preservou o ritmo e a dimensão dos vãos existentes, e de outros elementos salientes em cantaria, como cornijas e pilastras.  No seu todo, este projeto procurou conferir coerência formal e estrutural a um verdadeiro “palimpsesto” arquitetónico. 

Equipa
Pedra Líquida
Cliente
Privado
Ano
2015

Fotografia
Alberto Plácido